Série Guia do Estudante #02 – Técnicas de Memorização: O Segredo para Ser Aprovado

Aumente o seu rendimento nos estudos com técnicas simples, mas que ajudarão você a memorizar tudo o que precisa!

Um dos maiores desafios para quem estuda é memorizar os conteúdos. Seja para passar em concursos públicos, Enem, vestibular ou mesmo provas da escola, dificilmente um estudante consegue memorizar todo conteúdo – o que impacta negativamente no seu desempenho nos exames.

O grande volume de conteúdos e disciplinas é um dos fatores que dificulta a memorização. Distração, falta de organização e hábitos equivocados de estudo também atrapalham memorizar todo o conteúdo.

Porém, com algumas dicas e técnicas de memorização é possível melhorar essa habilidade e se sair [muito] melhor em provas e exames.

Quem comprova isso é Renato Alves – um expert em técnicas de memorização, que desenvolveu o “Guia de Memorização” para estudantes.

A seguir você confere algumas dicas para turbinar os seus estudos e aumentar o seu rendimento.

Esse post é mais um da série de dicas e estratégias que irei disponibilizar aqui no Portal, a Série Guia do Estudante!

3 Técnicas de memorização que você precisa aprender para melhorar seu rendimento

1. Associar a memória a objetos

Uma boa maneira de memorizar conteúdos é associar a ideia a um objeto concreto. Por exemplo, você pode associar uma fórmula matemática a uma cadeira.

Assim, ao olhar para a cadeira terá mais chances de se lembrar da fórmula. Pode parecer uma técnica tola, mas ela funciona mesmo!

2. Menos repetições, mais memorização

Para memorizar um conteúdo é preciso compreendê-lo e não apenas decorá-lo, sendo esse um verdadeiro segredo de quem domina as técnicas de memorização. Se você só decorar um assunto, qualquer mudança no contexto fará com que você não se lembre dele.

Procure, então, contextualizar uma fórmula, por exemplo, com fatos que podem acontecer no seu dia a dia. Dessa maneira, você não decorou o conteúdo, mas sim, o entendeu – ficando mais fácil lembrar-se dele quando for necessário.

3. Desenhos

Desenhe ou rabisque enquanto escuta explicações sobre as disciplinas estudadas. Isso ajuda na memorização – é o que comprovou uma pesquisa feita em 2009.

Neste estudo, estudantes que desenhavam ou rabiscavam o papel enquanto ouviam uma listagem de nomes lembraram mais das palavras do que aqueles que apenas escutavam.

Então, providencie um rascunho e enquanto escuta os conteúdos transmitidos rabisque à vontade!

Técnicas de memorização nunca é demais, né? Então confere abaixo mais algumas!

Técnicas Nunca São Demais

Além dessas técnicas, que são ensinadas mais a fundo no Guia de Estudo e Memorização do Renato Alves, outras dicas também podem igualmente ajudar os estudantes a memorizarem melhor o que foi estudado, como, por exemplo:

4. Local adequado

Reserve um local adequado para estudar, pois só assim você conseguirá assimilar bem o conteúdo e memorizá-los melhor. Escolha um local calmo, mais organizado e bem iluminado.

5. Falar em voz alta

Depois que estudar sobre um conteúdo, procure falar sobre ele em voz alta. A audição da sua própria voz ajuda na memorização.

Com isso, você memoriza com mais facilidade e se lembrará mais rapidamente dos conteúdos quando for preciso.

6. Anotações

Escreva sobre o assunto quantas vezes forem necessárias para que você memorize. Assim, o conteúdo é impresso na sua mente e você se lembrará dele com muito mais facilidade na hora da prova ou do exame.

7. Organize as anotações

A memória também é visual. Portanto, organize as suas anotações. Se puder usar cores de canetas diferentes, melhor ainda.

Você criará uma imagem visual do que foi estudado, ajudando na hora de lembrar dos assuntos.

8. Anote o que lembrar

Após estudar, anote (sem olhar em livros e cadernos) tudo aquilo que assimilou. Faça isso até que consiga anotar tudo o que for preciso de ser memorizado.

Essa técnica pode ajudar muito você a memorizar tudo o que é necessário.

9. Ensine

Que tal ensinar a alguém o que aprendeu? Essa também é uma boa técnica de memorizar conteúdos, pois na hora de lembrar deles, você se recordará da “aula” que deu.

Se não tiver ninguém para ensinar, faça uma simulação de aula sozinho mesmo.

10. Grave

Você também pode gravar os conteúdos a serem memorizados com a própria voz e depois escutá-los. Isso ajuda muito no momento em que tiver de lembrar de um assunto, pois você lembrará da sua voz.

Além disso, o conteúdo é fixado melhor na sua mente.

11. Intervalos

Respeite o seu corpo e a sua mente. Não adianta tentar memorizar algo quando estiver exausto.

Para isso, faça pequenos intervalos durante os estudos, para que sua mente e seu corpo readquira energias e volte a funcionar a todo o vapor para os estudos.

12. Antes de dormir e ao acordar

Estudar nesses horários também é considerado uma das técnicas de memorização que mais funcionam, sabia? Mesmo que escolha outro momento do dia para os estudos, nesses momentos procure, pelo menos, dar uma lida nos conteúdos.

De acordo com a revista Galileu, nessas horas do dia, o corpo libera substâncias químicas que ajudam a fixar conteúdos.

13. Reflita sobre o que estudou

Durante 15 a 20 minutos procure refletir sobre o que você acabou de estudar. Essa reflexão ajuda a fazer correlações e questionamentos que ajudarão muito a memorizar o que foi estudado.

É possível memorizar tudo (realmente tudo) que você precisa?

Será que dá pra memorizar tudo?

Claro que é possível e, inclusive, se você quer saber mais sobre as técnicas de memorização que te permitirão memorizar tudo o que é preciso para se sair melhor em provas e exames, você pode conhecer o “Guia de Memorização” do Renato Alves.

O material traz técnicas e sugestões imperdíveis para você finalmente passar naquela prova ou naquele exame que tanto sonha.

E aí, o que achou dessas dicas ? Compartilhe com seus amigos e deixe seu comentário abaixo!

Até a próxima!

Renan Mazucante

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *